Localizado a uns 1.900 km a sudeste da Austrália, encontramos outro país de língua inglesa, mas cuja história é bastante diferente. A Nova Zelândia é um país composto de duas grandes ilhas – North Island e South Island – e mais um número de ilhas menores. Descoberto pelo explorador holandês Abel Janszoon Tasman, em 1642, o arquipélago recebeu o nome de Nieuw Zeeland em homenagem à província de Zeeland, na Holanda.

map of new zealand, mapa da nova zelândia, mapa neozelandês

Map of New Zealand
Mapa da Nova Zelândia

Durante mais de um século a Nova Zelândia foi ignorada pelos europeus, para a felicidade geral de seus habitantes, os maori. Em 1769, as ilhas foram visitadas pelo Capitão James Cook, o mesmo que no ano seguinte iria aportar na Austrália, que se apossou delas em nome da Coroa inglesa. Passaram-se muitos anos sem que o governo inglês tomasse conhecimento formal da posse dos novos territórios. Os motivos eram os mesmos que haviam deixado a Austrália no esquecimento: a enorme distância entre eles e as rotas do comércio e dos centros políticos europeus. Mas, no final do século XVIII, aspectos econômicos e políticos começaram a fazer daquelas ilhas longínquas uma região cobiçada.

Enquanto na Austrália foram estabelecidas colônias penais, a Nova Zelândia foi colonizada por missionários e caçadores de baleias ingleses que fundaram comunidades e entrepostos mesmo sendo ferozmente combatidos pelos nativos, os maori. Finalmente, em 1840, o governo inglês e os chefes tribais celebraram um acordo, pelo qual os direitos dos nativos seriam respeitados e a Nova Zelândia se tornaria uma dependência de New South Wales, na Austrália. Era uma composição política que continha o embrião de rivalidades futuras e logo se demonstrou impraticável. Em 1841, a Nova Zelândia foi declarada uma colônia separada.

Com relação ao idioma, por exemplo, a semelhança entre o neozelandês e o australiano chega a causar o mesmo desconforto que muitos canadenses sentem pela semelhança entre o seu inglês e o dos americanos. Muitos neozelandeses proclamam o seu inglês muito superior ao de seus vizinhos, enquanto estes tendem a tratar o sotaque dos neozelandeses como sendo apenas de uma região remota no interior da Austrália. Mas as semelhanças não são de estranhar. Afinal, a maior parte dos colonos neozelandeses, como os australianos, era da classe operária inglesa, com fortes sotaques irlandeses, escoceses e cockney. Por esse motivo, muitos linguistas identificam no inglês da Nova Zelândia os mesmos três níveis da fala australiana: o inglês culto, o comum e o Broad English.

As distinções e rivalidades entre neozelandeses e australianos, porém, não tiveram as sérias consequências das disputas que envolveram a língua inglesa noutras regiões do mundo, como veremos no próximo artigo. (Contato com o autor: John D. Godinho – jdg161@gmail.com)

capa do livro once upon a time um inglês do autor john d. godinho

O texto acima faz parte do livro Once Upon a Time um Inglês… A história, os truques e os tiques do idioma mais falado do planeta escrito por John D. Godinho. Adquira essa obra nos seguintes endereços:
1) Impresso e livro digital
www.agbook.com.br
www.clubedeautores.com.br
2) Livro digital
Amazon, Amazon (Brasil),
Livraria Saraiva, Google Books

Leia também:
Línguas Inglesas – Inglês Australiano, o Começo
Línguas Inglesas – As Variações do Queen’s English
Línguas Inglesas – Inglês Australiano, a Colônia Penal

Como agradecer ao Inglês no Supermercado porque ele existe? Adicione um link para esta página ou clique nos ícones abaixo e divulgue o blog e tudo que você sabe sobre Línguas Inglesas – O Neozelandês no Facebook, Twitter, emails etc.

O que você achou desse texto?